Semana do Teatro do Maranhão

A tradição de São Luís e todo o estado ao que se refere ao Teatro fica apenas nas obras de alguns escritores. Apesar de um número considerável de pequenas companhias  tentarem sobreviver na capital, ainda falta muito para que o cenário teatral de São Luís seja motivo de regozijo.

Um bom começo seria o que muitos teatrólogos, atores e afins falam, a tal formação de platéia. Incentivar e ensinar as pessoas a irem ao teatro, fazer com que elas deixem de lado o pesamento de que teatro é chato e dá sono, ou ainda que espetáculos de verdade se resumem a comédias ou apresentações humorísticas. Talvez se o respeitável público também começasse a se dar o respeito a situação do teatro maranhense também mostra-se mais maduro. (Lê-se não jogar escrementos na platéia durante apresentação).

Pensando assim, artistas do estado se juntam em prol da arte e mais uma vez abrem as portas das salas maranhenses para a Semana de Teatro do Maranhão, que chega à sua sexta edição. Com uma programação variada, 25 companhias da cidade e de outros estados do país se revezam nos palcos maranhenses de 16 a 22 de maio para mostrar o novo teatro brasileiro.

Na abertura do festival, na noite de segunda-feira, 16, às 20h, a direção do Teatro Arthur Azevedo, artistas maranhenses e convidados jogarão flores das galerias sobre a platéia da casa. Será um ato de desagravo ao episódio ocorrido na noite da sexta-feira, 6, e que foi lamentado pela classe artística e toda a sociedade maranhense. Em seguida, será apresentado o espetáculo “Quando ando em pedaços ou Nota sobre minha Mãe”, com o grupo Paula Pi, de São Paulo.

Atividades – Além das apresentações cênicas, haverá também mesas-redondas, oficinas e lançamento de livros ao longo da Semana. Também está na programação o já tradicional cortejo artístico pelas ruas do Centro.  Artistas de teatro e circo se confraternizarão na tarde da sexta-feir, 20, saindo às 16h da Fonte do Ribeirão, acompanhados pela Banda do Bom Menino, com show da cantora, compositora e atriz Cris Campos.

A “Coleção Teatro de Bolso na Escola”, de Renata Ievins, será lançada no domingo, 22, às 18h, na galeria do Ecimuseum, com textos dramáticos e dicas de montagem de espetáculos em ambientes diversos.

O encerramento do evento, no domingo, 22, às 20h, será marcado por homenagens a dois profissionais de teatro maranhenses. Receberão o Prêmio Apolônia Pinto, o cenotécnico Antonio de Assunção Alves (Baixinho), que trabalha no Teatro Arthur Azevedo desde 1965; e a professora e cenógrafa Nerine Lobão Coelho, atriz e idealizadora da Semana do Teatro no Maranhão.

Confira a programação dos espetáculos aqui.

Foto: Teatro Arthur Azevedo por Governo do Estado
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s