Expressões maranhenses II

Quem quiser entender o que o povo maranhense fala, o Passeio Urbano trouxe mais algumas expressões populares utilizadas no estado. Outras palavras e expressões podem ser lidas aqui.

“Assistir de camarote” – quer dizer não tomar partido em alguma situação; observar os fatos sem se intrometer.

“Caguêta” – diz-se da pessoa delatora; que denuncia; o famoso dedo-duro.

“Ficar na moita” – o mesmo que guardar segredo, ficar calado, ser sigiloso, ficar quieto.

“Falar mais do que a nêga do leite”– expressão utilizada para dizer que uma pessoa fala em demasia; pessoa tagarela. A expressão remete às negras escravas que serviam de ama de leite e tinham como função contar histórias para as crianças.

“Falar pelos cotovelos” – também se refere às pessoas que falam muito.
“Essa menina fala pelos cotovelos.”
“Fala mais do que a nêga do leite”

“Maria-vai-com-as-outras” – diz-se da pessoa sem personalidade, que faz apenas o que os outros fazem, copia.

“Pau-de-virar-tripa” – expressão que indica uma pessoa bem magra; magricela.

“Ralado” – algo sem graça, chato, feio.
“Esse tênis é ralado.”
“Essa festa está ralada.”
“Aquela é uma cantora ralada”.

“Querer colocar a Sé em Santaninha” – desejar algo impossível. Para quem não sabe, a igreja de Santaninha, erigida ao lado do antigo largo do Quartel (Praça Deodoro – Centro), foi demolida há muito tempo. Por ser pequena, caberia duas vezes na igreja da Sé (Catedral Metropolitana de São Luís – Av. Pedro II, Centro).

Anúncios

Um comentário sobre “Expressões maranhenses II

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s