Exposição de carros antigos em São Luís

Amantes e colecionadores de carros participam do Encontro de Antigomobilismo  promovido pela Associação Maranhense de Veículos Antigos (Amava) que acontece todo primeiro sábado de cada mês no estacionamento do Space Room (Av. dos Holandeses). O evento atrai muitas pessoas interessadas em conhecer um pouco mais da história de alguns dos modelos que ainda circulam pela cidade em perfeito estado de conservação.

Saiba de quem foi o primeiro automóvel em São Luís.

Entre os expositores está o empresário Fernando Silva, proprietário de três automóveis antigos. O Hamber Hawk, de 1951, é um dos dois veículos existentes no Brasil e um de seus preferidos. “O carro pertenceu ao meu pai. Foi o primeiro que eu dirigi. Depois foi vendido, mas consegui comprá-lo novamente”, conta o empresário, que também possui um Ford 1930, que pertenceu a Gerson Nunes Freire, irmão do governador do Maranhão Nunes Freire.

Para o professor Hildo Silva, proprietário de um Opala 73, o evento em um momento importante para divulgar e promover o antigomobilismo. “O carro é de família, pertenceu ao meu sogro e hoje tomo conta. Saio à vezes com carro para que não fique muito tempo parado e as pessoas nas ruas sempre ficam interessadas em saber mais sobre o veículo”, disse.

Carro antigo em exposição no São Luís Shopping

Conservação – Para os adeptos da cultura de manutenção de veículos antigos, é difícil estabelecer um preço para carros como esse, apesar de muitos oferecerem valores altíssimos para comprá-los. O valor sentimental é muito maior. Apesar disso, os proprietários de carros antigos chegam a pagar fortunas para conseguir uma peça original e em bom estado de conservação, já que elas não são mais fabricadas.

Por isso os proprietários desses veículos tomam muito cuidado na hora de lavar e sair com eles pelas avenidas da capital. Alguns preferem lavar os carros para evitar qualquer incidente a ter que deixá-los em lava-jatos. Quando isso ocorre, a lavagem é feita sobre constante observação. “Há produtos específicos para a limpeza de carros antigos. Por causa dos frisos e da vedação evitamos o uso de água para não causar prejuízos à lataria”, explicou Hildo Silva.

Há também colecionadores que até se negam a entregar a direção para outras pessoas com receio que sofram acidentes e estraguem a lataria do carro. Esse não é o caso do médico Vinícius Nina, dono de um conversível MP Lafer, com mais de 33 anos de uso. “Minha esposa às vezes sai com ele. Não é bom deixar o carro parado. Mas é preciso tomar bastante cuidado. Em casa, por exemplo, fica coberto. Este carro é um sonho de criança”, afirmou.

Encontro de antigomobilismo em São Luís

Mais – Para um carro ser considerado antigo e adquirir a Placa Preta, o veículo deve ter mais de 30 anos e manter um mínimo de 80% das peças originais. O proprietário também tem de se filiar a um clube credenciado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Em São Luís, a Amava é autorizada a registrar a placa preta. A associação já registrou 150 veículos antigos (carros e ônibus) na cidade. A cada dois anos, uma nova avaliação é realizada.

Anúncios

2 comentários sobre “Exposição de carros antigos em São Luís

  1. so louco por carros antigos so angolano residente neste momento em wndhoek onde ja acredito na realisassao deste sonho de colecionar carros velhos na Namibia fica mais facil porque tem o povo muito conservador e ja consigo ver muitos automoveis antigos em movimento gostaria de participar em alguns destes enventos sei que e dificil de estar nesta Estrada jovens tenho apenas 31 anos de idade
    agradeseria respostas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s