Bacuri

Bacuri, polpa / Foto: Reprodução

Recentemente, na minha última viagem para o Espírito Santo, onde minha irmã mora, mencionei em uma das nossas conversas os sucos de frutas tradicionais do Maranhão, que há muito ela não bebia e que meu cunhado nem conhecia. Sendo assim, prometi que quando mamãe fosse até eles, levaria uma ‘salada’ de frutas nativas para ele conhecer e ela relembrar. E assim foi feito.

Na mala, mamãe colocou polpas e doces de bacuri, buriti, cupuaçu, além de levar cachos de pitomba e tamarindo. Camarão, farinha de mandioca (d’água), juçara e guaraná Jesus também seguiram como presente. Tudo fez bastante sucesso. Meu cunhado comeu tudo em quase um único dia.

Conheça também o buriti, da série Sabores da Ilha.

Tanto preâmbulo para dizer que o Passeio Urbano começa hoje a série “Sabores da Ilha” com textos que comentarão sobre essas iguarias do Maranhão.  Para começar, um post sobre o bacuri, fruto tão famoso e apreciado pelas bandas de cá.

Flor do bacurizeiro

O bacuri é uma das frutas mais populares da região amazônica. Fruto de sabor inigualável, cheiro agradável, polpa carnuda e cremosa. Pouco maior que uma laranja, a fruta contém polpa agridoce rica em potássio, fósforo e cálcio, que é consumida diretamente ou utilizada na produção de doces, sorvetes, sucos, geleias, licores e outras iguarias. Sua casca também é aproveitada na culinária regional e o óleo extraído de suas sementes é usado como antiinflamatório e cicatrizante na medicina popular e na indústria de cosméticos.

O bacurizeiro (Platonia insignis) pode atingir mais de30 mde altura, com tronco de até2 mde diâmetro nos indivíduos mais desenvolvidos. Sua madeira, considerada nobre, também tem variadas aplicações. Essa árvore ocorre naturalmente desde a ilha de Marajó, na foz do rio Amazonas, até o Piauí, seguindo a costa do Pará e do Maranhão.

Conheça a história do Guaraná Jesus, o sabor cor de rosa.

Em São Luís, em vários estabelecimentos se encontram à venda sucos e doces, além das famosas trufas de chocolate com recheio do doce de bacuri, muito saboroso por sinal. O preço do copo de suco varia de R$1,00 aR$ 3,00, dependendo do ponto de venda e do tamanho do copo. As trufas custamem média R$ 1,50. Se preferir, nas feiras e supermercados é possível encontrar a polpa do bacuri.

O Passeio Urbano apresenta a receita de Mousse de Bacuri. Confira.

Mousse de Bacuri / Foto: Sandra Furghieri

Mousse de Bacuri

Ingredientes:

250g polpa de bacuri

1 lata leite condensado

1 lata creme de leite

1 lata de leite de vaca (medida da lata do leite condensado)

Modo de fazer:

Coloque todos os ingredientes no copo do liquidificador e deixe bater por 6 minutos. Em seguida, despeje a mistura num refratário ou em taças individuais e leve à geladeira até a hora de servir.

Aprenda também a receita do Cuxá, prato típico maranhense.

Anúncios

7 comentários sobre “Bacuri

    1. Aluísio, a Floresta Amazônica chega até o Maranhão. Não há como dizer que o bacuri seja fruta exclusiva do Pará, já que existem plantações em vários estados brasileiros, inclusive aqui. Por isso mesmo é também uma fruta do Maranhão, como do Amapá, o Amazonas e de outros estados que integram essa região Amazônica, mesmo o Maranhão sendo do Nordeste. Segundo geógrafos, o estado pertence a uma zona de transição, onde é possível perceber elementos da vegetação do Cerrado, da Mata de Cocais e da Floresta Amazônica. Assim, os bacurizais podem se desenvolver facilmente em terras maranhense, o que explica seu fruto também ser nativo e tradicional daqui. Independentemente de onde teria se plantado o primeiro pé de bacuri, devemos ser felizes por saborear um fruta tão gostosa e tipicamente brasileira. De qualquer forma, agradecemos sua visita ao blog.

  1. Bacuri sempre será minha fruta favorita. Tanto o suco quanto o creme são umas delícias, mas a fruta traz uma mistura de azedo e doce toda especial.. =9

  2. Amo essa fruta chamada BACURI, sempre que alguém vai para o Maranhão ou Piauí, eu faço minha encomenda, mas todos trazem errado, insistem em trazer doces de Buriti, o qual eu detesto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s