O novo som de Lenine em São Luís

Lenine / Foto: Divulgação

“Como eu gosto de ouvir vocês maranhenses falando Lenine, como se fosse grafado com nh”, brincou o pernambucano. “Sou um ser vernacular, gosto dos sons”, disse Lenine, fazendo referência também a seu mais novo álbum, Chão. O disco, o décimo de sua carreira, traz um universo íntimo, com sons orgânicos, o que difere de seus trabalhos anteriores. Com 10 canções inéditas, o CD é base para o show que o cantor faz nesta sexta-feira, 6, às 21h30, no Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol).

Teatro Arthur Azevedo: templo da cultura maranhense

Entre os sons orgânicos, as batidas do coração do filho do cantor, a sua respiração, barulho de chaleira, motosserra, máquina de lavar e de escrever. Ainda o canto de uma cigarra e do canário belga de sua sogra, Frederico VI. O pássaro foi uma grande surpresa para Lenine, Bruno Giorgio (filho do artista) e JR Tostoi, que produziram e tocaram no disco. Ele começou a cantar no tom certo durante a gravação. Sem edição ele foi parar em algumas faixas do disco, entre elas Amor é pra quem ama.

“Eu estava ainda no primeiro lote de canções do disco, quando a gente se surpreendeu com uma gravação que captou o canto do pássaro. Então, decidimos assumir isso. Compus todas as músicas em cima dos áudios. Este é um universo íntimo, que consegue captar os delicados ruídos a nossa volta. Entrar no estúdio para gravar sempre foi um grande laboratório para mim. É procurar sem saber aonde chegar”, conta.

O pernambucano acrescenta ainda que demorou um certo tempo para conceber a ideia final do disco. Chão inicialmente era apenas uma palavra. Ela veio antes da música. “Sempre gostei desta palavra, do som dela, quase uma onomatopeia do andar. Chão tem uma abrangência de significados. Para mim, é aquilo que sustenta. A capa do álbum, uma foto em que meu neto está sobre mim é uma extensão disso. Ele encontra em mim um conforto”, declara.

Palco – Para levar Chão ao palco, foram necessários tempo e algumas experimentações. Por isso, os shows da nova turnê serão apresentados em teatros. É necessário fazer outras ambientações para pôr em prática a experiência sensorial que ele propõe ao público. “O disco tem características próprias que salta aos olhos. Não utilizamos bateria nem percussão. Como o nosso som é surround, precisamos preparar angulações de caixa para explorar essa espacialidade em mais dimensões”, afirma.

O surround recria um ambiente mais realista de áudio. Assim como acontece com quem escuta o disco, a plateia se pegará pensando de onde vêm aqueles passos no chão ou tentando distinguir se o barulho de trânsito vem mesmo de dentro do teatro. “O show consegue causar uma imersão do público no sensorial. Cria-se outra textura. Há uma nova conjugação dos verbos ver e ouvir, agora no sentido inverso, ouvir e ver”, explica.

Tudo será executado pelo trio Lenine, Bruno e Tolstoi, em um ambiente repleto de instrumentos e equipamentos.Em São Luís, o show terá a participação especial de Alcione. “Será uma canja maravilhosa da Marrom. Adoro Alcione. Participei da gravação de seu CD e ela não poderia faltar neste show aí nesta terra que adoro. Para mim é uma momento feliz estarem São Luís”, admite.

Depois de São Luís, Chão percorrerá cidades como Espírito Santo, Pará e Rio de Janeiro, além de iniciar a turnê internacional por Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina) e Montevidéu (Uruguai). Shows também estão programados em países da Europa. “Ainda tem muito chão pela frente”, brinca.

Mais – Com direção musical do próprio Lenine, o repertório do show tem 22 canções, incluindo as 10 de Chão. O trio também teve a tarefa de transpor sucessos como Leão do Norte, Paciência, Jack Soul Brasileiro e A Rede para este novo universo sonoro.

Serviço : Show de Lenine, Turnê Chão, sexta-feira, 6 de abril, às 21h30, no Teatro Arthur Azevedo (Rua do Sol, Centro). Ingressos: R$ 40 (galeria), R$ 45 (balcão), R$ 50 (camarote), R$ 55 (frisa) e R$ 60 (plateia), à venda na bilheteria do teatro e na Central da Folia (Jaracati Shopping) (Ingressos esgotados)

Publicado originalmente em O Estado do Maranhão (com modificações)

Anúncios

Um comentário sobre “O novo som de Lenine em São Luís

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s