Chegada do futebol em São Luís

Equipe do Sampaio no campo do Luso / Foto: Reprodução

Durante as festividades dos 400 anos de São Luís, o estádio Castelão, o maior da capital, foi entregue à população ludovicense depois de anos fechado para reforma. Uma festa para quem gosta de futebol, apesar do esporte local não conseguir alçar voos mais altos. Em São Luís, a prática do futebol começou profissionalmente em 1919, introduzida pelo Joaquim Moreira Alves dos Santos, o Nhozinho Santos, que hoje dá nome uma dos importantes estádios da cidade.

Nhozinho foi um playboy da sua época. Filho de Crispim Alves dos Santos, grande industrial têxtil do Maranhão, o jovem foi para a Inglaterra estudar técnica em indústria têxtil na cidade de Liverpool, onde se tornou praticante do “football”. Foi ele quem trouxe para a cidade, em 1905, o material necessário para a prática do esporte que se tornou o mais popular do país, como chuteiras, apitos, bolas e uniformes. Além do futebol, ele disseminou pela cidade também a prática do “croket”, “crickt” e tênis. Neste mesmo ano trouxe para terras maranhenses o primeiro automóvel da cidade movido a gasolina.

Conheça a história do primeiro automóvel de São Luís.

Neste mesmo ano, o jovem apresentou à família e aos amigos a nova moda esportiva da terra da rainha. Reunidos na residência da família Santos, na Rua Grande, nº1018, em São Luís, onde funcionava o Instituto Zoé Cerveira, Nhozinho Santos, seus irmãos Totó e Maneco, amigos e convidados conversaram sobre a fundação do “foot ball association” no Maranhão.

Ficou estabelecido, portanto, que seria construído um campo de futebol na área da fábrica da família, a Santa Isabel, onde hoje se localiza a Igreja Universal, no Canto da Fabril. Algumas árvores do local foram retiradas para que o campo fosse feito. Nascia ali o Fabril Athletic Club – FAC. A partir de então a juventude maranhense começou a se envolver ainda mais com o esporte.

Gentil Silva, que havia trabalhado no Manaós Sporting Club (AM), integra-se ao movimento acompanhado pelo caixeiro viajante conhecido como “Zé Italiano”, muito estimado pelo grupo. Da união dos dois grupos nasceu o “Guarani esporte Clube”, em homenagem a Gasparinho, proprietário do Bar Guarani, estabelecimento onde aconteciam as reuniões do clube, situado na esquina da Rua Grande com a Godofredo Viana.

Conheça a história do Sampaio Corrêa Futebol Clube

Campeonato – Mas é apenas em 1919, como mencionado, que um campeonato formal foi realizado em São Luís. Neste ano, a equipe do Luso Brasileiro venceu o Campeonato Maranhense, voltando a levar o título de campeão no ano seguinte. Os jogos eram disputados no campo do Tapocal, onde atualmente funciona o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), e nos campos do Luso Brasileiro e do Syrio Libanês, também na região do Centro.

No inicio das atividades futebolísticas participavam os times Driblin, Luso Brasileiro; Tupan; Felix; Fac; Syrio; Diamante; Guarani e Vasco da Gama e Sampaio Corrêa Futebol Clube, único time ainda existente entre os demais.

Com informações do jornalista Márcio Henrique Sales.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s