Marc Riboud em exposição no MHAM

Menina com flor / Foto: Marc Riboud

O Museu Histórico e Artístico do Maranhão abre hoje, às 19h, a exposição Marc Riboud. A mostra é uma retrospectiva do premiado fotógrafo francês e integra as atividades em comemoração aos 50 anos da Aliança Francesa no Maranhão. Em São Luís, a exposição ficará aberta a visitação com entrada gratuita até o dia 29 de janeiro de 2013.

São, no total, 51 fotos, de tamanhos variados, datadas de 1953 a 2009, e a exposição tem curadoria da Delegação Geral da Aliança Francesa no Brasil. Marc Riboud apresenta, por meio de registros fotográficos, uma visão diferenciada de eventos e lugares diversos, do oriente ao ocidente. Além dos trabalhos principais, há 10 montagens de fotografias feitas por Riboud no Brasil, em 2009, durante suas estadas em Porto Alegre e Rio de Janeiro.

Entre as fotos de destaques da mostra, o registro feito em 21 de outubro de 1967 de manifestantes em frente ao Pentágono em Washington para protestar contra a guerra do Vietnã. Riboud, que trabalhava para a Magnum, seguiu uma determinada jovem que parecia querer colocar uma flor na arma de um soldado da Guarda Nacional. A jovem chamava-se Jan Rose Kasmir e tinha 17 anos na época da foto.

Durante 50 anos, o francês rodou o mundo registrando momentos marcantes da história do século XX. Algumas são emblemáticas, como o registro de um operário pintando a Torre Eiffel, publicada na revista americana Life, em 1953. A foto chamou a atenção do Henri Cartier-Bresson, que o convidou para juntar-se a outro mestre da fotografia, Robert Capa, na famosa agência Magnum. Era o início do período de suas andanças por todo o planeta. Hoje, ele está com 89 anos e já não viaja com tanta frequência, passando mais tempo em sua casa, em Paris. No entanto, o amor pela fotografia permanece inabalado.

O fotógrafo Marc Riboud nasceu em 1923 na cidade de Lyon, na França, e realizou suas primeiras fotografias aos 14 anos. De 1945 a 1948, ele estudou engenharia na Ecole Centrale de Lyon, antes de resolver dedicar-se à fotografia. Em 1953, foi convidado por Henri Cartier-Bresson e Robert Capa para integrar a equipe da agência Magnum.

Festival – Outra atividade é a final do Festival Nacional da Canção Francesa 2012, a ser realizada amanhã, no Teatro Arthur Azevedo, com a participação de cantores de todo o Brasil. O vencedor terá direito a uma viagem a Paris. O Festival teve início no Rio Grande do Sul e já está em sua quinta edição. A melhor interpretação de canção francesa dos anos 2000 será premiada.

Publicado originalmente em O Estado do Maranhão (23/10/12).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s