Lenda da Manguda

Figura fantasmagórica assombrava São Luís

Figura fantasmagórica assombrava São Luís

Os detetives da Mistérios S/A, do desenho animado Scooby Doo, talvez fossem gostar de ouvir essa história… Como qualquer cidade provinciana do século XIX, São Luís tinha suas lendas e casos folclóricos que, muitas vezes, provocava medo ou, no mínimo, deixa sua população escabreada. A lenda da Maguda é uma delas. Mas diferentemente de outras fábulas contadas pelos antepassados, ao que tudo indica, a personagem realmente existiu.

A figura fantasmagórica costumava passear àquela época pela mal iluminada Praça Gonçalves Dias (Largo dos Amores), no Bairro dos Remédios, à beira do Rio Anil. A Manguda era assim chamada porque trajava uma roupa alva como lençol, que mais parecia um chambre de mangas muito largas e compridas. Alguns relatos dizem que no rosto havia uma máscara, de onde surgia uma nuvem de fumaça. Outros, todavia, afirmam que em vez de fumaça, uma forte luz saía da cabeça.

Conheça a Praça Gonçalves Dias (Largo dos Amores).

A Mistérios S/A, como nos desenhos, desvendaria rapidamente que a Manguda não passava de uma farsa idealizada e executada por comerciantes envolvidos com contrabando de mercadorias, especialmente tecidos, cujo objetivo era espantar os curiosos das ruas enquanto cometiam seus crimes. Para ludibriar a fiscalização e assim introduzir as mercadorias sem o pagamento de tributos, os malfeitores utilizavam portos alternativos da cidade.

Conheça outras lendas de São Luís, entre elas a da Serpente Encantada.

Um desses portos era o do Jenipapeiro, nas imediações da Quinta da Vitória, onde residia o poeta Joaquim de Sousândrade, hoje sede da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar). O local era propicio ao descarregamento das mercadorias contrabandeadas porque por ali não era comum a passagem da patrulhas de policiamento. As autoridades julgavam desnecessária a providência, considerando o local suficientemente protegido pela guarnição permanente da Penitenciária, localizada onde hoje se acha o Hospital Presidente Dutra. O caso foi bastante comentado nos jornais da época.

Anúncios

2 comentários sobre “Lenda da Manguda

  1. UMA LENDA BASTANTE INTERESSANTE. E UM TÍPICO CASO DE LENDA ORIGINADA POR MARACUTAIA. DE FATO, ESSA “ASSOMBRAÇÃO” FEZ A FESTA EM ÁREAS PORTUÁRIAS DO CENTRO DE SÃO LUÍS. E NÃO ERA APENAS UMA. FORAM REGISTRADAS MAIS DE TRÊS MANGUDAS DE UMA SÓ VEZ. A POLÍCIA, ENTRETANTO, DESCOBRIU QUE ERA TUDO UMA FARSA E CONSEGUIU PRENDER OS FACÍNORAS. A MANGUDA, PORÉM, PERMANECE ATÉ HOJE NO IMAGINÁRIO POPULAR E EM ENCENAÇÕES DE GRUPOS TEATRAIS. ESSA IMAGEM FANTASMAGÓRICA DA SILHUETA HUMANA BRANCA E ENVOLTA EM ROUPÕES LARGOS ESTÁ PRESENTE EM QUASE TODAS AS CULTURAS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s