Igreja de Nossa Senhora dos Remédios

A Igreja de Nossa Senhora dos Remédios data de 1719 e compõem o conjunto urbano da Praça Gonçalves Dias, antes Largo dos Remédios, onde eram realizadas festas durante o mês de outubro, que o deixaram famoso, a ponto de render citações em livros como O Mulato, de Aluísio Azevedo. Hoje, a igreja está entre os pontos turísticos mais registrados de São Luís por causa de sua localização privilegiada, de frente para a Beira-mar.

Leia mais: Praça Gonçalves Dias, Largo dos Amores

coreto gonçalves diasA igreja é a única com elementos da arquitetura gótica na cidade, o que lhe confere destaque entre as demais. Edificada em devoção a mãe de Deus, servia de hospedagem a romeiros que chegavam à capital para homenagear a santa. Por estar em uma região menos habitada da cidade, a igreja era muito visitada pelos pagadores de promessa, que só deixara de frequentá-la quando se escondeu ali um escravo fugitivo que havia matado seu senhor, como nos conta Augusto Marques.

O templo ficou abandonado até 1775, quando o governador da época mandou construir uma estrada com contornos da atual Rua Rio Branco, antigamente, Rua dos Remédios. Isso facilitou o acesso ao tempo que voltou a ser frequentado. Por esse trajeto também passava a linha de bonde de São Luís, que saía do Largo do Palácio (Praça Dom Pedro II).

Saiba mais: Leia mais sobre os bondes de São Luís.

Ao longo do tempo a igreja sofreu algumas intervenções. Em 1892 a reforma ampliou sua área e pelas condições do terreno do fundo, quase desabou em entrou em ruína. A grande reforma entre 1903 e 1911 deus os contornos atuais da igreja. A reforma foi realizada com auxílio de populares (pedreiros e serventes que trabalharam na obra) e comerciantes (que a financiaram).

remedios gaudencio

Na fachada destaca-se a torre sineira única com vitrais em suas aberturas laterais e dois corpos laterais que sustentam imagens de quatro evangelistas: Lucas, João, Mateus e Marcos. No segundo nível da fachada estão os vãos em arco de ogiva preenchidos com vitrais. No térreo, três portas dão acesso ao interior da igreja. Na lateral da igreja 12 janelas semelhantes as da fachada principal.

Leia mais: Conheça a Igreja da Sé de São Luís.

No interior, apena uma nave separada das laterais por colunas coríntias que sustentam o coro e corredores laterais protegidos por gradil do século XIX. Os belos vitrais que ornam a igreja são alemães e datam do século XX. O da entrada principal, maior, representa o Nascimento. Atualmente a igreja é uma das mais concorridas para casamentos.

Fonte: Arquitetura e Arte Religiosa no Maranhão (BOGÉA, RIBEIRO E BRITO). Imagens: Governo do Estado / Gaudêncio Cunha / Reprodução

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s